27.2.15

Relatos da madrugada

Oi pessoal, tudo bem?
Todas as mamães de bebês e crianças pequenas têm histórias da madrugada para contar. Ou é uma fralda que vaza epicamente, ou é aquela lavada de vômito no berço, ou o meio palmo que acorda às 3 da matina no maior pique pra brincar.
Tudo isto já aconteceu e isto porque a Beatriz sempre dormiu bem. Lógico, nem tudo são flores.
A moda dessa semana é acordar às 4:30 no pique total. Com o fim do horário de verão, as coisas se bagunçaram, o que antecipou o início dos meus dias e me deixou o último pó da rabiola. Já haviam me avisado que as crianças dessa idade começam a ter pesadelos, e isto pode ter agravado a situação, até porque, por causa deles, estamos em cama compartilhada algumas noites.
Esta última quinta feira foi, digamos, curiosa. Por volta das 2h, soou um alarme em alguma casa da vizinhança e todos acordamos. Ela acordou chorando e veio ao nosso quarto. Peguei no colo e comecei a acalmá-la, perguntando "o que foi, Beatriz? O que foi meu amor? Mamãe está aqui".
Andamos pela casa e, ao passar pelo quarto dela, ela apontou pra dentro e falou algo lá no dialeto dela. Eu peguei o gancho e soltei: "ah, o monstro?? Vamos mandar ele embora". Comecei a fingir que chutava a cama enquanto falava "monstro, vai embora, você assustou a Beatriz. Monstro feio". Ela riu, eu terminei e ela começou a bater palminhas.
Aí o papai trouxe um choro de leite e disse que o monstro se arrependeu e tinha mandado especialmente a mamadeira pra ela.
Ela mamou e dormiu entre a gente.
Loucura, né?
Eu tô rindo até agora...
Espero que tenham gostado!
XO

Nenhum comentário: