28.7.14

Review: Babá Eletrônica Foscam

Oi pessoal, tudo bem?
Quem nos acompanha pelo Instagram deve ter visto esta foto aqui, que postamos diante de uma pose inusitada do bebezão dentro do berço:
Risadas à parte, já faz um tempo que queria compartilhar com vocês o novo "brinquedo" daqui de casa: a Babá Eletrônica Foscam. É quase uma ofensa chamá-la de babá eletrônica, porque você automaticamente se remete a um daqueles radinhos pequenos e que pegam todo e qualquer tipo de interferência... Mas a tradução para Baby Monitor é babá eletrônica, então...
O nome é comprido: Foscam Digital Baby Monitor. Trata-se de um sistema composto por uma (no mínimo) câmera com visão noturna em infra-vermelho e um monitor em LCD, com sensor de movimento e de som. 
A instalação é simples, pois basta ligar a câmera na tomada no quarto do bebê, posicionar e ligar o monitor. Nós fixamos a câmera na parede em frente ao berço, mas é possível colocá-la até nas grades do berço se for um recém-nascido. Tanto o sensor de som quanto o de movimento são bem sensíveis e, se alguma destas ações ocorre, o LCD se acende como um alerta. 
O Foscam coloca qualquer babá eletrônica do tipo radinho no chinelo. E o melhor: você não precisa de conexão à internet. Então nada de depender do WiFi para ver seu bebê, o que basta é a energia elétrica (será que é pedir muito? rs).
A imagem é nítida, o som é fiel e preciso, e você pode controlar o volume e, oba, a temperatura do quarto. A bateria do monitor dura bastante e você pode levá-la pela casa sem precisar da tomada. Como eu disse, o sensor é bem sensível e, não raras as vezes, motoqueiros passando na rua o acionam, o que acaba por ligar o monitor. Talvez numa região mais barulhenta, e sem janelas antirruídos, teríamos problemas...
Eu gostei muito deste produto e recomendo a todas as mamães. Agora a maior desvantagem: a Foscam só tem nos EUA. O preço é convidativo. Nós compramos na Amazon por US$ 119 e pedimos para entregar na casa de um parente. Minha mãe passou por lá e nos trouxe. 
Pesquisamos muito antes de comprar e não vimos similares no Brasil (salvo alguns por valores superiores a mil reais - custo Brasil, né). Sabemos que existem empresas de monitoramento que prestariam este serviço, mas preferimos um aparelho que não utilizasse a conexão por internet. 
Se você for fazer o enxoval nos EUA, #ficaadica!!!
Espero que tenham gostado!
XO

Nenhum comentário: